Carregando Post...

Nas estações da vida

imagem

A gente sabe desde bem pequeno e vai aprendendo que o ano tem 12 meses, 30 ou 31 dias. A não ser fevereiro, que sabe ser exceção. Vão ensinando também que a chuva e o sol vêm na hora certa, com ou sem previsão. E que no ano, a cada temporada no calendário marcada, existe: primavera, outono, inverno e verão. Cada período com sua beleza, exclusividade e est(ação).

Daí podem e vão surgindo as comparações e identificações. Percebemos que não é só o ano que passa por mudanças. Que floresce e esmorece. Nós também, dependendo do que sofremos e vencemos, transformamos nosso humor, dor e amor. Frio em calor. Calor em geleiras sólidas e grossas. Derretemos, endurecemos, escurecemos e depois voltamos à luz. Muito mais bonitos, vivos e crescidos. Acontece e somos tudo. Às vezes, ao mesmo tempo.

E o tempo. Não adianta querer bater de frente com ele, erguer a voz e questionar com ar de razão o porquê de tantas decepções. Tantas idas que pareciam só ser ficar. É difícil, sim, continuar e se acostumar com as metamorfoses e perdas que não queríamos sofrer, mas o pior é se revoltar e se perder em si mesmo por tanto tempo quando nem sabemos se tempo suficiente é o que temos.

Sabe qual é o jeito? Viver. Só. Deixar chover por dentro e aceitar por alguns momentos o luto de algo ou alguém que da nossa rotina não faz mais parte. Respirar quando o pulmão teimar em nos prejudicar com sua ofegação. E se alguém reclamar da sua re(ação) diante da vida, apenas diga: "Viva os seus dias, e me deixe entender os m(eu)s. Um dia o meu sol volta e passo a gostar de dormir e acordar outra vez".


Comentários

Deixe um Comentário

Posts Recentes

04/Agosto/2017

De c(oração)

11/Julho/2017

In(dependente)

Categorias


Onde estamos ? clique no mapaFechar Mapa

Entre em Contato

Escreva para nós, estamos a sua disposição!

Telefone

(18) 3262-1792

(18) 99665-1279

Email

contato@diariodeumasobrevivente.com.br

Localização

Presidente Bernardes - SP