Carregando Post...

Te quero. De volta

imagem

Às vezes, ainda acordo com a sensação de que algo está fora do lugar. Que a casa está numa bagunça só e que um furacão passou por aqui enquanto eu dormia. E que levou algumas roupas e objetos que eram seus, que eram nossos. Mas o pior, talvez, é que seu cheiro ainda continua pelos cômodos, assim como as lembranças suas e de nós dois. Não sei se juntos éramos mais certos ou errados, só o que sei é o que sentia: que você me fazia um bem danado. E que agora só me faz falta.

Parece que permaneço anestesiada depois da sua partida. Sei que preciso me acostumar a tomar minhas próprias decisões sem, primeiro, te enviar uma mensagem pra saber sua opinião. A não esperar um "bom dia" seu pra ter um dia mais leve e feliz. E nem te incluir em cada passo do meu presente, muito menos do meu futuro. E você não sabe como isso ainda dói. O peito aperta, o olhar entristece e a cabeça pesa. Todos dizem que isso vai passar, só não me dizem quando.

Tento me distrair de todas as maneiras. Desde sair com os amigos até ficar em casa colocando minhas séries, livros e filmes em ordem. Mas é só escutar uma música que era nossa ou ver um casal que lembra tanto a gente que me sinto frustrada e cansada, de tanto tentar te deletar da minha vida sendo que ainda não aprendi a não te amar. Me bate uma saudade, uma ansiedade de querer te ligar, de sair pra te encontrar ou rezar dia e noite pra gente se esbarrar. Será que você ainda luta consigo mesmo assim como eu batalho comigo mesma pra anular ou me esquecer dos meus próprios sentimentos?

Sabe, já faz uma semana que não te sinto e nem te vejo. Ainda não sei o que vai ser de mim sem a gente. Sei que a gente prometeu e preferiu a distância no começo, mas parece que quanto mais longe mais sinto que ainda te guardo amor aqui dentro. Será que tudo que teve um fim não pode ter um recomeço? Será que esse foi o nosso desfecho ou apenas o tempo, que resolveu dar uma pausa na nossa história pra depois a gente se encontrar, mais maduros, tolerantes, leves, seguros e inteiros?

Posso não conhecer o futuro, mas espero sobreviver ao presente e te guardar pra sempre e com carinho num passado que era só nosso. E rezo também pra que essa dor em forma de saudade passe, pra eu poder conseguir continuar em frente e vencer a tentação de retornar a olhar pra trás e lá ficar. Que eu aprenda que, com ou sem você, ainda me tenho e que preciso me bastar. Vou recomeçar a me reencontrar pra, quem sabe assim, você querer voltar. Pra mim. Pra nós.


Comentários

Deixe um Comentário

Posts Recentes

10/Outubro/2017

Ela não endureceu. Ela...

15/Setembro/2017

Relações rasas. Pessoas...

04/Agosto/2017

De c(oração)

Categorias


Onde estamos ? clique no mapaFechar Mapa

Entre em Contato

Escreva para nós, estamos a sua disposição!

Telefone

(18) 3262-1792

(18) 99665-1279

Email

contato@diariodeumasobrevivente.com.br

Localização

Presidente Bernardes - SP